Down

Conheça a Região

Mundialmente reconhecido pelo clima ameno, a beleza das suas praias e simpatia das suas gentes, o Algarve é um destino turístico de excelência que oferece aos seus visitantes a oportunidade de conhecerem uma história milenar.

Terra de gentes, sol e mar

Factos históricos

Integrado no território português em meados do século XIII, o Algarve foi povoada por povos celtas e iberos, cerca de 1000 a.C.. A partir do séc. VI a.C. a região seria fortemente influenciada pelos povos da bacia do mediterrâneo, como os fenícios, gregos e cartagineses, que estabeleceram entrepostos comerciais no litoral algarvio, e terão inclusive fundado algumas povoações, contribuindo bastante para o desenvolvimento da região.

Entre os séculos II a.C. e IV d.C. o Algarve foi integrado no Império Romano, pertencendo à Província da Lusitânia, que incluía quase todo o atual território português e uma parte do território espanhol. O domínio romano assinala um florescimento sociocultural e económico, graças à exportação de produtos como o azeite e o garum (uma pasta de peixe muito apreciada na época). Durante este período a população local foi fortemente romanizada, adotando o latim e a maioria das práticas religiosas, culturais e políticas do Império Romano.

A queda do Império Romano e as chamadas invasões bárbaras trouxeram ao Algarve povos como os Suevos e Visigodos, sendo a região anexada ao Reino Visigótico em 571 d.C. Apesar disso, os algarvios mantiveram a religião cristã e a maioria dos seus costumes.

Com a invasão muçulmana da Península Ibérica em 711, chegou ao fim o reino visigótico que foi rapidamente substituído pelo Califado de Córdova. Durante cinco séculos o Algarve integrou o chamado Gharb Al-Andaluz, designação árabe para grande parte do território ibérico que esteve sob administração politica muçulmana. Este foi um período de desenvolvimento e prosperidade, baseado no comércio, na pesca e na exportação de produtos agrícolas e durante o qual a maioria da população foi gradualmente convertida à religião muçulmana, subsistindo contudo pequenas comunidades cristãs e judaicas em cidades como Santa Maria Ibn Harun (Faro).

Com a reconquista cristã da Península Ibérica nos séculos XII e XIII, o Algarve foi definitivamente integrado no jovem reino de Portugal em 1249, mas a cultura islâmica continuou a fazer parte integrante da população local. A região veio a desempenhar um papel fundamental nos Descobrimentos Marítimos no século XV, contribuindo com recursos humanos e materiais para as viagens de exploração da costa africana e das ilhas atlânticas, promovidas pelo Infante D. Henrique, que residiu em Lagos e Sagres.

Em 1755, o Algarve foi atingido por um grande terramoto que, à semelhança do que aconteceu em Lisboa, provocou enorme ruína e destruição, provocada em larga medida pelo tsunami que se seguiu, e devastou boa parte das populações do litoral algarvio. A recuperação foi lenta e deveu-se muito à ação mecenática do Bispo do Algarve D. Francisco Gomes de Avelar (1789-1816).

Em novembro de 1807 Portugal foi alvo de uma invasão napoleónica, liderada pelo General Junot. Algumas semanas depois as tropas francesas chegam ao Algarve e instalam-se em Faro, onde são acolhidas cordialmente. Em Olhão, pelo contrário, a população ofereceu resistência aos invasores e, em Maio de 1808, expulsou a guarnição que havia sido colocada nesta vila de pescadores.

Após décadas de estagnação económica, para a qual contribuiu também a guerra civil (1828-1834), o Algarve viveu no início do século XX um novo período de crescimento económico, graças a uma forte aposta no comércio de frutos secos, e no desenvolvimento das indústrias corticeira e conserveira, que dominaram a economia da região até ao 'boom' turístico da década de 1970. Deste então o Algarve tem vindo a afirmar-se internacionalmente como um dos principais destinos turísticos europeus, desenvolvendo um turismo que domina presentemente a economia da região.

É nosso objetivo dar-lhe a conhecer o Algarve atual através da gastronomia e cultura, mostrar-lhe os monumentos e locais históricos garantindo que a sua visita à região é recheada de boas memórias!

Conheça as tours!